Venda foi autorizada pela 4ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Rio de Janeiro, onde tramita o processo de falência contra a Varig, dona da Rede Tropical de Hotéis.

Entrada do Hotel Tambaú, em João Pessoa Rizemberg Felipe / Jornal da Paraíba O Hotel Tambaú, em João Pessoa, vai ser leiloado para pagamento de dívidas da massa falida da Rede Tropical de Hotéis, que originalmente pertencia à Varig.

O leilão está marcado para o dia 4 de março, a partir das 14h, e foi aprovado pela 4ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Rio de Janeiro, onde o processo de falência da empresa aérea está tramitando. As regras do leilão indicam que o lance inicial para quem quiser arrematar o bem é de R$ 131,9 milhões.

Mas, se não houver nenhum lance, o leilão será reagendado para a tarde de 26 de março, desta vez com lance inicial de 65,9 milhões. Na verdade, o leilão já está em andamento de forma online, ainda que nenhum lance tenha sido dado até o momento.

Em março, no entanto, acontecerá o leilão do tipo presencial, que está marcado para acontecer no Sindicato dos Leiloeiros do Rio de Janeiro. Segundo a decisão judicial, o eventual comprador do Hotel Tambaú poderá pagar o valor do lance vencedor à vista ou parcelado.

Se parcelado, deverá dar 25% de entrada e o restante dividir em 12 parcelas com juros de 1% ao mês. Vista aérea do Hotel Tambaú, que tem mais de 40 anos de história e fica em frente ao mar da capital paraibana Francisco França / Jornal da Paraíba Segundo Edivan Araújo, servidor do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e atual gestor judicial do Hotel Tambaú, quem comprá-lo vai receber um equipamento superavitário, que mantém uma média mensal de ocupação de leitos na ordem de 75%, acima da média da cidade, que hoje gira em torno de 69%. Ele ponderou também que a taxa de ocupação no feriado de carnaval já é de 98%, de forma que o hotel estará praticamente lotado durante as festas carnavalescas.

"Eu não posso falar em rentabilidade porque este tipo de informação é sigilosa, mas o Hotel Tambaú hoje é totalmente rentável.

Há cinco meses ele é gerido de forma independente, fora do Grupo Varig, que há alguns anos está em processo de falência", explicou. O Hotel Tambaú O Hotel Tambaú está localizado na Avenida Almirante Tamandaré, praia de Tambaú, em João Pessoa.

O terreno tem uma área total de 38.200 metros quadrados e 12 mil metros quadrados de área construída.

Durante muito tempo, foi considerado o único cinco estrelas da capital paraibana. Conforme descrição no site do leilão, o hotel tem “forma circular, constituído de um anel interno, com dois pavimentos cada um, dotado de 173 apartamentos munidos de toda infraestrutura pertinente ao ramo”.

Piscinas do Hotel Tambaú são cercadas pela maioria dos 173 apartamentos do complexo Kleide Teixeira / Jornal da Paraíba A descrição diz ainda que o imóvel possui “construções acessórias” divididas em piscinas, quadras esportivas, paisagismo, postes de iluminação interna, entre outros. O Hotel Tambaú, junto com o Oceano Praia Hotel, de Porto Seguro-BA, são os únicos da Rede Tropical que seguem abertos e que são considerados rentáveis, daí o interesse crescente nesse leilão. Desta vez é para valer Não é a primeira vez que o Hotel Tambaú vai a leilão.

Nas outras vezes, contudo, a venda sempre era cancelada às vésperas da data marcada, algo que não deve acontecer agora. A diferença é que, antes, os leilões eram marcados pela Justiça do Trabalho, por causa de dívidas trabalhistas envolvendo os problemas anteriores do Grupo Varig.

As dívidas eram negociadas e, assim, o leilão suspenso. Desta vez, contudo, o leilão judicial é organizado por Câmara Criminal, justamente para dar continuidade ao processo de falência em curso.

Segundo o gestor judicial Edivan Araújo, não há como este tipo de leilão ser cancelado. "O Hotel Tambaú só não será vendido se não aparecer interessado, se ninguém apresentar lance, algo que acho muito difícil de acontecer visto que se trata de um hotel rentável", explicou.